top of page

Verbo

Verbo é uma classe gramatical que expressa movimento, estado, fenômenos meteorológicos, entre outras possíveis ações realizadas ou sofridas pelo sujeito de um enunciado.


O verbo é a classe gramatical que indica ação, estado, movimento, entre outros fenômenos, geralmente realizados ou sofridos pelo sujeito do enunciado. Os verbos têm uma estrutura própria, além de apresentarem diferentes modos, tempos e vozes.

Resumo sobre verbo

  • É uma classe gramatical que flexiona em número e pessoa, apresentando formas diferentes para o singular e o plural e para a 1ª, a 2ª e a 3ª pessoas.

  • Os modos verbais são o indicativo, o subjuntivo e o imperativo.

  • Há diversos tempos verbais de acordo com o modo verbal; em geral, dividem-se em pretérito (ou passado), presente e futuro.

  • Há três formas nominais do verbo: infinitivo, gerúndio e particípio.

  • Os verbos podem ser classificados como regulares, irregulares, anômalos, abundantes, defectivos e impessoais.

  • São três as vozes verbais: a voz ativa, a voz passiva e a voz reflexiva.

Videoaula sobre verbo




O que é verbo?

O verbo é o termo que expressa ação, estado, fenômeno, fato, entre outros acontecimentos no enunciado. Quando a oração tem sujeito, o verbo expressa a ação realizada ou sofrida por esse sujeito. Quando ela não o tem, o verbo não se refere a uma pessoa do discurso, sendo impessoal.

Estrutura do verbo

O verbo costuma apresentar dois elementos básicos: o radical e a terminação. A terminação pode ser formada por dois elementos: a vogal temática e a desinência, podendo esta última ser de dois tipos: modo-temporal e número-pessoal.

  • Radical: é a parte do verbo que expressa seu significado básico.

  • Vogal temática: é a parte do verbo que indica o tipo de conjugação, baseado na terminação do verbo. Verbos de 1ª conjugação terminam em -ar; verbos de 2ª conjugação terminam em -er; e verbos de 3ª conjugação terminam em -ir. Assim, as vogais temáticas podem ser -a, -e ou -i.

  • Desinência modo-temporal: é a parte final do verbo que indica o modo e o tempo em que ele é conjugado.

  • Desinência número-pessoal: é a parte final do verbo que indica o número e a pessoa da conjugação.

Exemplos:

cant a r

radical + vogal temática + desinência modo-temporal

cant a re mos

radical + vogal temática + desinência modo-temporal + desinência número-pessoal

cant e i

radical + desinência modo-temporal + desinência número-pessoal


Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Flexão do verbo

O verbo flexiona em pessoa e em número, podendo ser:

  • Pessoa: 1ª pessoa (a que fala), 2ª pessoa (aquela para quem se fala) ou 3ª pessoa (aquela de quem se fala ou aquilo de que se fala, quando esse assunto não for nem a 1ª nem a 2ª pessoa).

  • Número: singular ou plural.

Para cada pessoa, há uma forma no singular e outra no plural, totalizando seis formas. Veja o exemplo de um verbo conjugado em cada uma dessas seis formas:

singularplural1ª pessoaeu façonós fazemos2ª pessoa*tu fazesvós fazeis3ª pessoaele/ela fazeles/elas fazem

*Vale ressaltar que, no Brasil, a 2ª pessoa está caindo em desuso, sendo substituída pelos pronomes de tratamento “você” (singular) e “vocês” (plural), que tem conjugação na 3ª pessoa.

Além da flexão em pessoa e em número, os verbos também flexionam de acordo com o modo, o tempo e a voz.

  • Modo: indicativo, subjuntivo ou imperativo.

  • Tempo: passado (pretérito), presente ou futuro.

  • Voz: ativa, passiva ou reflexiva.

De acordo com o modo utilizado, o tempo verbal pode se subdividir em mais de um tipo de passado ou de futuro.

Modos verbais

Os modos verbais expressam a maneira como a ação verbal pode ou não se realizar, indicando como a pessoa que fala enxerga essa ação e se relaciona com ela: há um tom de certeza, dúvida ou ordem.

→ Modo indicativo

Expressa um fato certo de acontecer no presente, de ter acontecido no passado, de vir a acontecer no futuro ou que viria a acontecer no futuro. Veja:

Eu leio sempre.

Nós líamos com muita frequência antigamente.

Desse jeito, ela e o irmão lerão muito.

→ Modo subjuntivo

Expressa uma hipótese ou dúvida de que algo possa acontecer no presente, pudesse ter acontecido no passado ou pode vir a acontecer no futuro. Observe:

Mesmo que eu leia um livro por mês, não daria tempo de acabar o curso.

Se ela lesse tanto quanto você, já conheceria muitas histórias.

Quando nós lermos tudo isso, nos sentiremos muito inteligentes!

→ Modo imperativo

Expressa ordem, conselho, pedido, proibição etc. Por isso, não apresenta 1ª pessoa do singular.

Leia esse livro, é muito bom!

Leiamos esses exemplos para entendermos melhor.

Tempos verbais

O tempo verbal indica o momento em que ocorre a ação expressa pelo verbo. Há três tempos verbais básicos para isso:

  • Pretérito (ou passado): a ação do verbo ocorre antes do momento da fala.

  • Presente: a ação do verbo ocorre durante ou ao mesmo tempo que o momento da fala.

  • Futuro: a ação do verbo ocorre após o momento da fala.

→ Tempos verbais de acordo com o modo

De acordo com o modo (indicativo ou subjuntivo), há diferentes classificações de passado e de futuro. Veja a seguir.

Modo indicativo

  • Presente: ação ocorre no momento da fala. Ex.: Eu falo muito.

  • Pretérito perfeito: ação ocorreu em momento anterior ao da fala e foi finalizada. Ex.: Eu falei muito.

  • Pretérito imperfeito: ação ocorria regularmente em momento anterior ao da fala e foi interrompida. Ex.: Eu falava muito.

2 visualizações0 comentário
bottom of page